AUGUSTINÓPOLIS: Acusados do Assassinato do Dentista Clébio Pereira vão a Júri Popular nesta Segunda (17) e Terça-Feira (18)

AUGUSTINÓPOLIS: Acusados do Assassinato do Dentista Clébio Pereira vão a Júri Popular nesta Segunda (17) e Terça-Feira (18)

foto: reprodução facebook

Nesta segunda-feira (17) e terça-feira (18) serão realizadas as sessões do Tribunal do Júri na Comarca de Augustinópolis referente ao assassinato do dentista Clébio Pereira Guedes. O crime ocorreu em março de 2015.

Serão submetidos a Júri Popular Fabrício Teles, acusado de ser o mandante do crime; Estevão Emilio, intermediário na contratação do pistoleiro e Antônio Mendes Nonato, acusado o executor.

Os réus serão julgados por assassinato, ocultação de cadáver, associação criminosa e furto com implicações da lei de crimes de hediondos.

O corpo de Clébio foi encontrado 10 dias depois em avançado estado de decomposição às margens da rodovia Transamazônica, em Araguatins.

Entenda o caso:

O assassinato do dentista Clébio Pereira Guedes ocorreu em março de 2015 e teve grande comoção social na região do Bico do Papagaio. O dentista desapareceu no dia 7 de março, quando foi visto pela última vez, fazendo compras em supermercado de Augustinópolis.

O dentista teria sido morto com três tiros. O corpo do dentista foi encontrado 10 dias depois, em avançado estado de decomposição, nas margens da BR-230, que fica localizado nas proximidades do povoado Transaraguaia, zona rural de Araguatins.

Nos primeiros interrogatórios à Justiça, os acusados apresentaram duas versões: a primeira versão seria de dívidas do dentista com agiotas da localidade e a outra versão seria de assédio de Clébio a companheira de Fabrício, acusado de ser o mandante do crime.  

 

 

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter