Aurora do Tocantins decide fechar atrativos turísticos por duas semanas após aumento nos casos de Covid-19

Aurora do Tocantins decide fechar atrativos turísticos por duas semanas após aumento nos casos de Covid-19

Rio Azuis é principal atração da região — Foto: Thiago Sá/Governo do Tocantins

A Prefeitura de Aurora do Tocantins, na região sudeste do Tocantins, decidiu fechar os pontos turísticos da cidade para visitação nas próximas duas semanas devido ao aumento de casos de Covid-19 na cidade. O decreto com a proibição começa a valer nesta segunda-feira (11) e segue até o dia 24 de janeiro, para atrativos públicos ou privados.

O texto foi publicado neste domingo (10) e também estabelece outras medidas de prevenção a pandemia na cidade. Chefe de gabinete da prefeitura, Domingos Pereira, informou que a decisão foi tomada porque a estrutura de saúde do município é pequena e a cidade está distante dos hospitais de referência.

“Vale para todos os atrativos da cidade. Foi muito grande o número focos de contaminados e de pessoas suspeitas. Decidimos fechar os atrativos devido a nossa cidade ter uma baixa estrutura na área da saúde, estamos a 500 quilômetros de Palmas, que é a nossa referência”, comentou.

Segundo o chefe de gabinete, atualmente a cidade tem 16 casos ativos e mais 40 suspeitos. O boletim da Secretaria Estadual de Saúde mostra que Aurora tem o total acumulado de 63 casos confirmados de cornavírus desde o início da pandemia. Não há mortes pela doença na cidade.

Aurora fica no sudeste do estado, na região das Serras Gerais, a 530 km de Palmas. Com pouco mais de 3,7 mil habitantes, segundo o IBGE, a cidade tem um dos pontos turísticos mais famosos do Tocantins: o Rio Azuis, terceiro menor do mundo.

Com águas cristalinas, cachoeiras, trilhas, cânions, mirantes, grutas e cavernas, Aurora do Tocantins é destino certo para quem gosta do turismo de aventura. Após enfrentar um fechamento de oito meses devido à pandemia, a visitação aos pontos turísticos foi liberada no início de dezembro de 2020.

O chefe de gabinete informou que o número de casos de Covid voltou a subir durante o período das festas de fim de ano. "Do período do Natal para cá voltou a subir. Aurora passou quatro meses sem nenhum caso de Covid. É uma medida para prevenir a nossa população e os próprios turistas", afirmou.
Segundo ele, os estabelecimentos que recebem turistas, assim como os guias, estão sendo informados do decreto e haverá fiscalização nos pontos turísticos. Os turistas que tiverem reservas para estes dias são orientados a remarcar o período da visita.
 

Outras medidas
 
O decreto municipal também suspendeu a realização de eventos festivos, esportivos, culturais, educacionais, feiras e shows, ou qualquer outra atividade coletiva que provoque aglomeração. A realização de reuniões e cultos religiosos só poderá ser feita uma vez por semana, com distanciamento entre os participantes e disponibilização de álcool em gel.
Os estabelecimentos essenciais podem funcionar normalmente. Os considerados não essenciais poderão abrir, mas terão horários específicos. Restaurantes deverão manter o distanciamento entre as mesas. Distribuidoras de bebidas e lanchonetes só poderão funcionar para consumo externo ou delivery.

Após o fim do decreto a situação será analisada novamente, podendo haver prorrogação da medida. Em caso de descumprimento, os infratores poderão ser multados em R$ 600, além de sofrerem outras penalidades como interdição, cassação do alvará de funcionamento e sanções cíveis e criminais.(G1)


 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter