EDUCAÇÃO: Greve mantida pelos profissionais da Educação de Riachinho está suspensa por tempo indeterminado

EDUCAÇÃO: Greve mantida pelos profissionais da Educação de Riachinho está suspensa por tempo indeterminado

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Regional de Araguaína - SINTET comunica à comunidade, professores e a imprensa que a greve mantida pelos profissionais da Educação do município de Riachinho, está suspensa por tempo indeterminado.

A suspensão faz parte de um acordo oficiliazado no final da tarde desta quarta-feira (8), entre assessoria jurídica do município e do sindicato, conforme documento (Ofício 13/19).

Diante da abertura para uma negociação, a categoria decidiu em assembleia pela suspensão da greve. O SINTET comunica ainda, caso não sejam atendidas as reivindicações na reunião marcada para próxima segunda-feira (13), com a prefeita Diva Melo, as aulas poderão ser suspensas novamente.

Aos pais, o SINTET informa o retorno da atividade escolar normalmente nesta quinta-feira (9), em seus respectivos turnos.

Em nome de todos os professores do município, o SINTET agradece o apoio e a compreensão de toda a família Riachiense neste 30 dias de greve.

 

Entenda o Caso

 

A desembargadora Ângela Prudente considerou ilegal a greve dos servidores públicos da educação do município de Riachinho, norte do Tocantins. Com a decisão, os professores devem retornar ao trabalho ou podem sofrer com descontos nos vencimentos.

Cerca de 600 alunos) estão sem aula e a greve dura há quase 30 dias. Professores alegam que a greve considerada ilegal só agrava a situação dos professores que estão com salários defasados e reduzidos em 20%, além de terem os reajustes atrasados.

 A prefeitura de Riachinho afirmou por meio de nota que a greve dos professores foi desencadeada antes mesmo do fim das negociações entre a gestão pública e os profissionais.

Nesta quarta-feira (9), em nota, o sindicato informou que a greve mantida pelos profissionais da Educação de Riachinho está suspensa por tempo indeterminado, diante de uma reunião marcada para próxima segunda-feira (13) para tratar de uma negociação com a Prefeita Diva, caso não sejam atendidas as reivindicações na reunião, as aulas poderão ser suspensas novamente.

 

 

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter