Justiça diz que acusado de matar candidato a vereador tem esquizofrenia e determina internação

Justiça diz que acusado de matar candidato a vereador tem esquizofrenia e determina internação

Crime foi em 2013 na cidade de Aragominas, após uma discussão pela ordem de atendimento em um posto de combustíveis. Na época, população ficou revoltada com o crime e vandalizou a casa do acusado.

O juiz Francisco Vieira Filho, da 1ª Vara Criminal de Araguaína, decidiu ordenar a internação de Nelson Ferreira Lima em um hospital psiquiátrico pelo prazo mínimo de um ano. O homem é acusado de matar com três tiros o candidato a vereador Dionny de Lima Alves em Aragominas. O crime foi em 2013 após uma discussão pela ordem de atendimento em um posto de combustíveis.

A decisão foi após um laudo psicológico indicar que Nelson Ferreira tem esquizofrenia. O documento diz que ele não era capaz de entender o "caráter ilícito do fato". Ele teria inclusive se submetido a tratamentos na juventude após apresentar alucinações e delírios e deixado de usar os medicamentos na época do crime.

Nelson Ferreira foi absolvido da acusação de homicídio, mas vai ficar no hospital até que ele deixe de representar risco, de acordo com a decisão.

Na época do crime, a população ficou revoltada e vandalizou a casa do acusado com pedras e pedaços de madeira. (G1)

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter