SUL DO ESTADO: Uma criança morre e outra é internada após ficarem presas dentro de carro no calor

SUL DO ESTADO: Uma criança morre e outra é internada após ficarem presas dentro de carro no calor

A mãe das crianças foi presa e autuada por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O caso foi em Aliança do Tocantins, que chegou a registrar 39ºC durante a tarde.

Um menino de quatro anos morreu e outro de dois anos precisou ser internado após ficaram presos em um carro exposto ao calor em Aliança do Tocantins, na região sul do estado, nesta quinta-feira (8). Ainda não estão claras quais foram as circunstâncias em que os menores ficaram fechados no veículo. O nome da criança que morreu ainda não foi divulgado. A mãe dos dois foi presa horas depois e autuada por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), durante a tarde a temperatura em Aliança do Tocantins chegou a 39ºC.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a Polícia Militar foi chamada para ir ao Hospital Regional de Gurupi por uma enfermeira quando as crianças chegaram para serem socorridas no local. O menino de dois anos foi reanimado, mas a criança de quatro anos não resistiu. A PM precisou retirar familiares do local porque algumas pessoas estavam exaltadas.

A Polícia Civil informou que a mãe das crianças, uma mulher de 43 anos, foi presa e será autuada por homicídio culposo. Inicialmente, ela alegou para os policiais que atenderam a ocorrência que as crianças entraram no carro sem que ela visse. Ela acabou presa porque testemunhas questionaram a versão. O caro estava estacionado perto de um balneário de Aliança do Tocantins. Por volta das 22h50 o depoimento dela ainda não tinham terminado.

O corpo da criança que morreu está no Instituto Médico Legal de Gurupi. O IML ainda não recebeu nenhuma documentação porque todos os familiares foram para a delegacia e por isso a vítima não foi identificada.
As testemunhas disseram ainda que as crianças estavam no porta-malas do carro. Um perito foi enviado para analisar o veículo e confirmar ou descartar a informação. (G1)

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter